quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Oração do Gaúcho






(D. Luiz Felipe de Nadal, Bispo de Uruguaiana)



Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e com licença do Patrão Celestial.
Vou chegando, enquanto cevo o amargo de minhas confidências, porque ao romper da madrugada e ao descambar do sol, preciso camperear por outras invernadas e repontar do Céu, a força e a coragem para o entrevero do dia que passa.
Eu bem sei que qualquer guasca, bem pilchado, de faca, rebenque e esporas, não se afirma nos arreios da vida, se não se estriba na proteção do Céu.
Ouve, Patrão Celeste, a oração que te faço ao romper da madrugada e ao descambar do sol:
"Tomara que todo o mundo seja como irmão!. Ajuda-me a perdoar as afrontas e não fazer aos outros o que não quero para mim".
Perdoa-me, Senhor, porque rengueando pelas canhadas da fraqueza humana, de quando em vez, quase se querer, em me solto porteira a fora... Êta potrilho chucro, renegado e caborteiro...mas eu te garanto, meu Senhor, quero ser bom e direito!
Ajuda-me, Virgem Maria, primeira prenda do Céu. Socorre-me, São Pedro, Capataz da Estância Gaúcha. Pra fim de conversa, vou te dizer meu Deus, mas somente pra ti, que tua vontade leve a minha de cabresto pra todo o sempre e até a querência do Céu. Amém.







http://www.bolaemfoco.blogger.com.br/julio.jpg.jpg
https://sites.google.com/site/orgulhodesergaucho2009/poesias
http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2012/07/massa-de-ar-polar-provoca-amanhecer-com-minima-abaixo-dos-9c-no-rs-3820188.html



                   Até a próxima.


3 comentários:

  1. Olá!
    Estou muito feliz que a minha jóia é como, para mim tudo certo, mas o inverno pode ser sentida, frio, comer muita neve. Eu já ansiosos para saltar quando o calor vai ser como você :). E que, especificamente, brincos você gosta?
    Saúdo você e sua linda família é, Magnolia57 do polonês

    ResponderExcluir
  2. INSPIRAÇÃO

    Tenho uma mulher que se chama Poesia,
    Musa inspiradora dos meus momentos.
    Com simplicidade ela herdou meu coração,
    Sussurrando-me palavras,
    Despertando-me em rimas.

    Quem dera pudéssemos ter um filho
    ... Um poema!
    Daríamos a ele muito amor, carinho e afeto.
    Descobriríamos em seu sorriso a centelha da alma poética
    Que aquece e ilumina o coração do homem.

    Quem dera jamais fechar este livro
    Cheio de sonhos, sem nenhuma desilusão,
    E poder sempre encontrar em suas páginas
    A mulher que reina absoluta
    Em cada verso, em cada sílaba,
    Em cada sentimento.


    Esse poema é parte integrante do livro (O Anjo e a Tempestade)
    de Agamenon Troyan

    ResponderExcluir
  3. Adorei as imagens... principalmente de um quarto que vi lá em cima, muito fofo *.*

    ResponderExcluir